Páginas

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Amigos... Porque sem eles, nada faria sentido!


Porque quando pensamos em amizade, nos vêm varias pessoas na cabeça. Só que quando vamos colocando comparações, cada vez aparecem menos amigos?
Isso acontece porque amigos de verdade não se têm fácil, é preciso cultivar uma amizade por muito tempo, até ela se tornar verdadeira!

E consequentemente, para cada amigo verdadeiro, se têm dez falsos amigos. E precisamos tomar muito cuidado com esses falsos amigos, pois ter um inimigo declarado é perigoso, mas ter um falso amigo é pior!
Mas como saber quantos e quais são meus amigos de verdade?
Faça uma experiência simples: “Para ver a quantidade de amigos que você tem, dê uma festa. Para ver a qualidade deles, fique doente.”

Meus amigos, meus verdadeiros amigos. Aqui escrevo para vocês, vocês todos, todos verdadeiros. Que ajudam a me sentir humano, que me faz crescer, evoluir como ser humano. Faz-me pensar, e quanto mais penso, mais penso em vocês!

E pensando em vocês, eu tive vontade de escrever. E aqui vou eu:
“Amigo, tu que sempre estas ao meu lado, me ajudando, dando broncas e conselhos. Amigo que sempre sorri, mesmo não tendo motivo ou vontade.
Amigo, porque ficar ao meu lado? Logo eu que às vezes te trato mal. E mesmo assim, do meu lado está!
Saiba amigo. Eu não sou o mais perfeito amigo, alias, de perfeito eu não tenho nada, e disso você sabe bem. Mas então porque fica ao meu lado?”

Começando a refletir sobre isso, eu cheguei à seguinte conclusão sobre a amizade e amigo:

Conceito sobre Amizade: “Uma espécie de semelhança entre pessoas, um ser que seguirei até o exílio, que defenderei com todas as minhas forças, é uma disposição permanente que decorre de uma escolha livre e recíproca.”

E o amigo? Difícil querer definir amigo:
Amigo, é quem te da um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.
Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de compartilhar o que aprendeu.
É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o satisfaz.

Amigo é aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia.  É o sol que seca suas lágrimas. É aquele que toca na sua ferida numa mesa de chope, acompanha as suas vitórias, faz piadas amenizando os problemas.
Amigo é aquele que diz: “eu te amo”, sem qualquer medo de má interpretação. Amigo é quem te ama e pronto! “Amigo é pra sempre, mesmo que o pra sempre não exista.”
Não precisa que a gente explique nada, pois ele nos conhece. Mas, além dessa capacidade de compreensão quase infinita, se o amigo nos é acima de tudo precioso, é porque somos também, preciosos para ele.

E pra finalizar...

Amigos...
Muitos aparecem, vários se vão, poucos ficam. E esses poucos são aqueles que fazem a diferença, aqueles que te alegram nos momentos de tristeza, aqueles que estão com a gente tanto nos momentos bons e ruins da vida. Esses são amigos para a vida toda, são Amizades Verdadeiras.
 
  
Pensamento do autor: “Eu não sei quantos são meus amigos verdadeiros, mas eles sabem quem eu sou, e é isso que importa!” Flávio A. Santos

Um comentário: